sábado, 29 de dezembro de 2007

Último post de 2007

Quero agradecer a todos os que vem acompanhando meu processo neste blog. Muito obrigado pela torcida e pelas dicas.
Os últimos dias de dezembro foram de muita dedicação ao trabalho. Optei por isso durante este período em que minha atenção total era necessária. Em janeiro volto com tudo!

Até agora foram 15 kgs a menos, com exercícios, muito aprendizado e disciplina. Sem remédios, sem shakes mágicos e sem jejuns forçados. Dia após dia, incorporando novos hábitos e abandonando os hábitos que me levaram aonde eu estava estou reconquistando o respeito por meu corpo.

Aumentando alguns metros por dia já estou conseguindo correr/trotar 8 kms na esteira. Eu nunca soube o que era isso, mas adorei descobrir. Esperimentem. Vocês também podem fazer isso e muito mais.

Temos um ano novinho chegando. Que tal decidir este como seu ponto de virada?

Um grande abraço e um maravilhoso 2008!

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Décima nona pesagem: -200 gr

Este final de ano está exigindo muito no trabalho!

Dispor de tempo para fazer academia, mesmo ela abrindo às 06:00 e fechando as 23:00 está sendo um desafio - que não estou vencendo.
Naturalmente isso está refletindo na pesagem e em duas semanas perdi meros 200 gramas...
Agora resta somente uma semana para o Natal e para chegar nos 75 kgs preciso reduzir 1.4 kgs.
É pouco tempo, mas se eu fizer minha parte vai dar tempo.

Vou fazer minha parte e depois conversamos!

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Décima oitava pesagem: -1.8 Kg

Depois de uma semana com ganho de peso, e outra com tanto trabalho que não deu nem para me pesar, chegou a hora de festejar!

Lá se foram outras 1800 gramas, das quais me despeço sem nenhuma saudade. Não preciso deste peso extra para construir minha personalidade, aliás, me livrar dessa gordura está me permitindo reencontrar um vigor e força de personalidade que nem me lembrava mais de ter. Me sinto, no mínimo, 10 anos mais jovem!

Estou otimista sobre a meta de 75 kgs para o Natal. Tenho ainda 3 semanas e se perder 600 gramas por semana vai dar para alcançar. Será um excelente presente de Natal. Se eu quiser me fazer de Papai Noel este ano, felizmente vou precisar de enchimento.

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Foto aos 77 kgs

Perdoem a qualidade da foto, e a feiúra do modelo, mas preciso compartilhar com vocês esta foto tirada a alguns dias, quando cheguei nos 77 kgs.

Ainda é muito cedo para montar um quadro no estilo antes/depois, mas este é o estágio atual e não posso deixar de agradecer a todos os que me incentivaram deste o início do processo.

Em pouco mais de 4 meses se foram 14 kilos e várias roupas do tempo dos 91 kgs. Ainda bem, não via a hora de ter um bom motivo para renovar o guarda-roupa!

Esta semana não está sendo possível ir na academia direito devido à excesso de trabalho, mas na próxima terça vou me pesar e contar algumas novidades que podem interessar a muitas pessoas.
Até lá!

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Décima sétima pesagem: +500 gramas

Alguns exageros dos feriados não perdoaram na hora da pesagem.

Devido aos feriados a academia esteve fechada no dia 15/11 e hoje. Como estive viajando também não pude ir no dia 19/11 e o caldo entornou.
Durante o processo qualquer mudança na alimentação aparece rapidamente na balança. Não foi nenhuma orgia gastronômica, mas sem exercícios... bem, os números falam por sí.

A ótima notícia é que passei a barreira dos 6 kms. Estão sendo 2 kms de caminhada forte e mais 4kms de corrida média. Para quem suava para subir alguns lances de escada é uma grande vitória!

O Natal está chegando e até lá quero estar com 75 kg. Vamos em frente!

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Décima sexta pesagem: -700 gramas

Esta foi uma boa semana, mas a contragosto precisei me pesar em um dia diferente.
Explico.
Na terça-feira não consegui fazer academia. De fato levantar da cama já foi um sacrifício. Estava com uma terrível dor nas costas que (imagino) foi causada por um movimento brusco qualquer. Se andar estava difícil, na esteira então nem pensar. Tomei antinflamatórios e agora estou muito melhor.

Uma boa notícia é que além de ter eliminado 700 gramas, também passei a barreira dos 5 kms na esteira! Sempre fazendo 2kms de caminhada forte para aquecer e o restante a 10,6 km/h. São 35 minutos na esteira e quase 300 calorias a cada sessão.

Estou empolgado! Até o natal com certeza estarei com menos de 75 kgs.

sábado, 10 de novembro de 2007

Dieta e exercícios

Desde que começei o meu processo tenho lido muito sobre a importância em equilibrar a alimentação com atividade física, mas como isso influencia nos resultados?

A questão é que o exercício físico estimula o desenvolvimento muscular, mas sem uma dieta controlada o emagrecimento é limitado. Bem limitado. Quase nulo...

Por outro lado, uma boa dieta favorece a redução de peso, mas sem exercícios o corpo vai ficar com aquele jeitão de "bola murcha". E dar um jeito no corpo flácido depois será muito mais difícil do que fazer a coisa direito desde o início.

A grande conclusão é que para conseguir um emagrecimento saudável será conciliar as duas coisas!

Sabendo disso é importante saber algumas coisas fundamentais, dentre elas...
Não fazer exercícios em jejum

Motivo: O combustível mais importante durante atividades físicas é o açúcar, que em forma de glicogênio muscular nos dá a energia necessária para trabalhos de força. Com pouco açúcar o organismo não consegue manter a eficiência para este tipo de trabalho. O indivíduo tem a impressão de ser o super-homem tentando levantar um alteres de criptonita (já passei por isso, e é uma sensação ridícula).

O que fazer então?
Até uma hora antes de começar os exercícios alimente-se com alimentos que contenham açúcar, como carboidratos (pão, frutas, leite ou iogurte adoçado ou barras energéticas). Batata, arroz e macarrão também são excelentes fontes, mas nunca senti vontade de comer isso as 06:00 da manhã. Não exagere na quantidade para não estar com o estômago cheio na hora dos exercícios.

E depois?
Após os exercícios é necessário ingerir mais carboidratos, pois como a "refeição" foi muito leve, não será suficiente para repor toda a energia gasta.

Ah sim, e o corpo agradece ao não esquecer de manter a hidratação durante os exercícios.

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Décima quinta pesagem: -200 gramas

Apesar da redução nesta pesagem não ter sido nada excepcional, tenho bastante a comemorar!

Com estes 200 gramas a menos, passei a barreira dos 50% de peso perdidos. Dos 24 kg, até agora já perdi 12,2 kgs!

O caminho é longo o processo leva tempo. É essencial ter paciência com a balança, ser persistente nas ações e manter o moral elevado para não desistir. Manter a atenção focada no objetivo é a chave para seguir adiante.

Obrigado pela torcida. Vamos em frente!

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Décima quarta pesagem: -900 gramas

Camaradas de caminhada,

Reencontrei meu caminho no processo de emagrecimento!

Estou mantendo uma alta frequência nos treinos, e isso combinado com uma alteração no programa de treinamento que aumentou a carga e quantidade de aparelhos está dando resultados impressionantes.
Lá se foram outros -900 gramas, dos quais me despeço com muita satisfação!

No aquecimento tenho executado a seguinte sequência:
  • 15 minutos de caminhada forte (7 km/h)
  • 1 min a 4 km /h
  • 10 min de corrida a 10,6 km/h
Adoro correr e não vejo a hora de chegar aos 10 kms. Entre caminhada e corrida estou na casa de 3,8 kms. O restante do treino leva mais uns 50 minutos para ser feito com capricho.

É claro que a RA tem que estar em dia, senão todo o esforço vai pro ralo.

Agora que reencontrei o fio da meada a responsabilidade aumentou. Se não tiver ganhos nas próximas pesagens não vai dar pra colocar a culpa nos duendes....

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Décima terceira pesagem: -600 gramas

Como é bom ver refletido na balança o esforço da semana!

Na semana que passou fiquei muito atento para não fazer besteira na RA e fui praticamente todos os dias na academia. Estou notando que a cada dia o condicionamento está melhor, principalmente o fôlego que está voltando aos pouquinhos. Para não perder mais uma semana, adotei uma postura bem firme na questão alimentar e na frequência dos exercícios. Foi trabalhoso, mas necessário. Fiquei estabilizado durante 3 semanas e já estava chateado por ficar empacado naquele peso.

Bem, estou muito feliz por ter funcionado!

Consegui reduzir ótimos 600 gramas e de quebra estou inaugurando a dezena dos 70 kgs. A próxima etapa é chegar nos 75 kgs e então reduzir em torno de 1 kg por mês até os almejados 68 kgs.

Para a próxima semana o plano é continuar no mesmo ritmo. Não tenho ilusões sobre as dificuldades do resto do caminho, mas será ótimo chegar lá com muita saúde e disposição. E é claro que eu vou chegar!

Reprimir desejo por chocolate pode causar efeito reverso, diz estudo

Psicólogos britânicos descobriram que pessoas que reprimem o desejo por chocolate podem acabar comendo ainda mais quando resolvem ceder à vontade.

Uma equipe de estudiosos da Universidade de Hertfordshire analisou 130 voluntários, divididos em dois grupos.

Liderados pelo psicólogo James Erskine, os pesquisadores pediram aos participantes do primeiro grupo que reprimissem seus pensamentos sobre chocolate e aos do segundo, que os manifestassem em voz alta.

Em seguida, os estudiosos distribuíram chocolates para todos os voluntários e perceberam que os que haviam contido o desejo num primeiro momento comeram quase o dobro da quantidade consumida pelos que haviam falado abertamente sobre sua relação com o alimento.

Este comportamento foi observado especialmente entre as mulheres.

Efeito iô-iô

Os psicólogos concluíram que conter o desejo de comer chocolate pode causar um efeito reverso, um fenômeno psicológico que ocorre quando nos dedicamos intensamente a um objetivo e obtemos o resultado exatamente contrário.

Os estudiosos disseram que o trabalho ajuda a explicar por que algumas mulheres são mais propensas ao efeito "iô-iô", voltando a engordar depois de fazerem dieta rigorosa, em que cortam radicalmente vários alimentos.

"O pior que se pode fazer a uma pessoa que está de dieta é dizer para não pensar em chocolate. Nós devemos tentar diminuir o consumo do produto oferecendo alternativas, mas não impondo a abstinência", disse James Erskine.

Erskine já realizou uma pesquisa similar entre fumantes que estavam tentando largar o vício e obteve resultados semelhantes.

O pesquisador está conduzindo agora um novo estudo para entender por que as mulheres foram mais vulneráveis ao efeito reverso.

"Este efeito parece ser pior entre pessoas que estão tentando suprimir alguma coisa que consideram como problemática", avalia Erskine.

Fonte: http://cienciaesaude.uol.com.br/ultnot/bbc/2007/10/22/ult4432u693.jhtm

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Depoimento do Diogo Merino: -30 quilos em 2 anos

Caros colegas de caminhada,
Conversando com meu primo Diogo, um jovem decidido e muito simpático fiquei sabendo que ele é leitor do nosso blog e que conseguiu reduzir incríveis 30 quilos em 2 anos. Nesta ocasião ficamos conversando um bom tempo trocando dicas e informações sobre como ter uma vida mais saudável. Não resisti a tentação de pedir um depoimento sobre o seu processo, que ele generosamente enviou e que reproduzo com muito prazer. Muito obrigado Diogo e parabéns por seu sucesso!

Por Diogo Merino
30 quilos em 2 anos. Muito ou pouco? Depende do ponto de vista. Ao pegar um cristal conforme ele é girado se vêem diversas cores. Individualmente cada sujeito é diferente do outro, por isso que se enxergar cores diferentes, porém existe a necessidade de sujeitos juntos para vermos cores diferentes, que antes não eram vistas. A experiência de conhecer o novo trás como conseqüência a formação de conhecimento. Mas afinal, o q tudo isso tem haver com este blog?

O objetivo desde blog em especifico é relatar a experiência de um sujeito em sua busca de perca de peso, no caso Sr. Andrey! Porém ele já transcendeu sua intenção inicial, e agora se tornou um “ponto de encontro” entre pessoas em busca de um mesmo objetivo: PERDER PESO! Ou seria MELHOR QUALIDADE DE VIDA?! Ou então FICAR MAIS BONITO?! Ou então CONSEGUIR VESTIR AQUELA CALÇA QUE NÃO SERVE MAIS A MUITO TEMPO?! Não importa como é chamado, o que importa sim é a intenção. Este blog serve como ponto de encontro de um grupo, uma associação, uma rede. Aqui os relatos de experiências, conhecimentos, informações e dados, fazem com que novos conhecimentos sejam criados e assim a busca pelo objetivo maior se torna mais fácil.

Agora gostaria de me apresentar um pouco. Meu nome é Diogo, tenho 22 anos, trabalho, estudo, namoro, vida normal e comum. Tenho o hábito de ler muitos blogs, assino uns 70 feeds, ou seja, de manhã é terrível ler tudo, e estou aqui a convite do Andrey para além de relatar um pouco de minha história, também compartilhar algum conhecimento que ou possa ter ou adquirir.

Vejamos, minha vida inteira eu sempre estive acima do peso e com o passar do tempo, eu ia engordando cada vez mais e já cheguei a pesar 126 quilos. Minha vida inteira eu nunca havia tomado alguma atitude em relação ao meu tipo de alimentação, ou aos meus hábitos. Sempre comia o que eu queria, o quanto eu queria e quando eu queria. Sem critérios. Não que isso também me fazia um troglotida que comia tudo que via pela frente. Porém a verdade veio a tona um dia! Foi quando eu, por acaso (sendo que não era um hábito), estava em uma farmácia e me me pesei e ai eu vi que a coisa não estava muito boa e bem diferente do que eu imaginava. Estava com 126 quilos, principio de hipertensão e ácido úrico acima do limite. A partir daí decidi mudar hábitos e com isso, consegui, surpreendentemente perder 30 quilos em 2 anos (já que eu não tinha uma meta, uma missão, apenas estava decidido a perder alguns quilos. Quanto? Eu não sabia). Atualmente, tenho um saúde normal, todos meus exames estão normais, e ate uma curva glicemia que realizei a 2 semanas atrás está perfeita. Já estou pesando 95 quilos, e meu médico diz que este ritmo esta ótimo.

O que eu acho muito mais importante citar aqui são os hábitos que me levaram a perca de peso. São coisas simples e que exigem um pouco de sacrifício. A primeira coisa que eu fiz foi parar de comer açúcar. Não comi nada de açúcar. Sem balas, chocolate, achocolatado, sorvete, biscoito, eu seja, sem nada de bom. A única coisa com açúcar que eu comia era café com leite, até que com muito esforço eu consegui substituir por adoçante. E depois de um tempo, acabei consumindo sem nada mesmo, nem açucar e nem adoçante. Também criei o hábito de tomar chá sem açúcar. Pelo que pude perceber, talvez eu esteja errado, mas conforme eu fui passando o tempo sem consumir açúcar e ainda criando um hábito de algumas coisas consumir “amarga” mesmo, eu acabei me acostumando a isso, e a depois de algum tempo eu não tinha “vontade” de comer açúcar, e das poucas vezes que eu acabava consumindo algo doce, por exemplo sorvete, eu não comia muito, já me sentia enjoado, eu sentia nas coisas como se estivesse “melada”, com muito açúcar. Além do açúcar, fiz algumas pequenas pesquisas a respeito de tipos de alimentação, ou seja, queria saber o que era melhor comer para não engordar, me preocupava com alguns aspectos em relação a quantidades de calorias, aprendi a comer uma serie de coisas muito mais saudáveis e coisas vegetais. Há, falando em vegetais, eu comia muita fruta quando eu começei a deixar de comer açúcar. Mas também é importante observar, que não adianta comer qualquer fruta por exemplo. Foi por isso que eu realizei aquela pesquisa como disse anteriormente. Acabei descobrindo com minhas pesquisas, que não adianta eu comer manga só porque é uma fruta, pois manga contem um alto teor de calorias, sendo mais recomendável comer maçã ou pera. Também, apesar de parecer incoerente, não é recomendável comer muita melancia. A melancia tem alto teor de água, porém também tem alto teor de calorias.

Atualmente ainda tenho uma alimentação mais regular, porém não tão rígida como antigamente. E eu percebo que mesmo assim eu continuo perdendo peso, só que em um ritmo menor que anteriormente.

Uma ultima consideração que eu gostaria de fazer, é em relação ao que eu estudo atualmente e ao que eu acredito.

Primeiramente, eu faço Especialização em Gestão do Conhecimento e Capital Intelectual. O que é isso? Ainda não sei direito, rs. Mas é algo como fazer gestão para o conhecimento, tanto pessoal como alheio, e com isso gerar inovações. Isso pode ser usado tanto na vida profissional quanto na pessoal, e eu acredito que uma das formas de se realizar tal condição é criando um espaço aonde possa haver condições para as pessoas aprenderem com outras pessoas. Sim! Esse espaço pode ser um blog! E isso é um blog. Através de nossos movimentos nesse espaço podemos aprender com o outro.

É um grande prazer participar aqui e espero que possa de alguma forma ajudar alguém.


terça-feira, 16 de outubro de 2007

Décima segunda pesagem: 0 x 0

As mudanças que fiz na minha alimentação na última semana não surtiram muito efeito....
Não perdi absolutamente nada. Continuo empacado na casa dos 80 kgs, e na próxima semana vou completar um mês com praticamente o mesmo peso.

Naturalmente, eu sei porquê isso está acontecendo. Não é questão que eu esteja sendo injustiçado pelos deuses, ou que algum duende travesso esteja subindo comigo na balança.

Simplesmente estou comendo demais!

Fico doido da vida quando alguém sugere que a dificuldade esteja relacionado aos astros, duendes ou a tireóide. Controla esta bocarra e pronto. Vai ver que não depende de ninguém além de você e ainda poderá desfrutar da impagável sensação de missão cumprida.

Vamos em frente que agora é tempo de "Vergonhol"!

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Décima primeira pesagem: -100 gramas

Pela segunda semana consecutiva o resultado da pesagem foi aquém do desejado.
Estou fazendo academia no mínimo 3 vezes por semana, mas por enquanto isso não fez nenhuma diferença na redução.
Naturalmente, notei uma grande melhora na disposição e na capacidade respiratória. Só por isso já está valendo a pena, mas não vou me permitir ficar empacado na casa dos 80 kilos.

Fiz uma análise do que pode estar me sabotando e até agora notei os seguintes pontos:

1- Síndrome do "já é o bastante"
Minhas roupas estão no limite. Se perder mais 3 kilos elas já não vão mais servir e vou ficar praticamente sem nenhuma roupa. Estou com dó de me desfazer delas e isso também está me prendendo. Além disso, com 10 kilos a menos já me sinto bem melhor e o meu IMC que durante um bom tempo esteve na faixa de "obesidade" agora chegou em "sobrepeso". É uma sensação de alívio tão incrível que preciso me policiar para não ficar 'deitado em berço explêndido'.

2- Receio de continuar e falhar na manutenção
Já comentei algumas vezes que discordo do emagrecimento baseado em remédios porque eles tiram do obeso a responsabilidade em controlar sua alimentação. Continuo com a mesma opinião, mas entendo melhor o motivo de tantas pessoas optarem por este caminho. Depois de ter perdido estes 10 kilos fico preocupado se vou conseguir mantê-los longe. Me tranquilizo ao lembrar que não existe outro caminho seguro além da RA e que todos os que a levam a sério conseguem fazer a manutenção.

3- Readaptação alimentar devido às atividades físicas
Estava acostumado a me alimentar de uma certa forma e não sentir fome. No máximo uma vontade de beliscar alguma coisa, mas que com um pouco de disciplina conseguia contornar. Agora é diferente. Estou precisando comer mais e melhor senão a fome chega com tudo. Tenho que descobrir este novo ponto de equilíbrio, que me permita perder peso e ter energia para os exercícios. Já mudei algumas coisas, vamos ver se vai surtir efeito na próxima pesagem.

Estes foram os pontos que consegui observar até agora, vou corrigir a rota e seguir em frente. Ainda faltam 14 kilos e não vou desistir tão facilmente.

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Décima pesagem: -100 gramas

Vejam só que curioso... retomei a academia esta semana e pensei que iria abafar na pesagem.
Que nada.
Realmente os exercícios ativaram meu metabolismo, mas isso também deu muita fome. E particularmente não gosto de sentir fome. Resultado: perdi míseras 100 gramas.
Vou ter que rever algumas coisas, preciso voltar a perder em torno de 500 gramas por semana senão meu processo vai empacar.

Nesta semana fiz a avaliação física na academia, e estou bastante empolgado pelo resultado. Só em uma modalidade estou "regular". Em todo o resto está "fraco". Um belo choque de realidade!

Este resultado de fato me anima, pois mostra que ainda posso melhorar muito minha qualidade de vida. Só uma melhora de 30% na capacidade cardio-respiratória já vai me fazer sentir muito melhor!

Vamos ver como será esta semana. Estou fazendo academia sempre que possível e mantendo atenção especial na RA para não fazer bobagem na hora daquela fome. É um novo momento de adaptação e sei que se tomar cuidado vou conseguir superar e ter muitas vantagens.

Vamos em frente a todo vapor!

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Nona pesagem: -900 gramas

Essa foi realmente uma ótima semana para minha redução de peso!
Apesar de ter ido a uma festa de casamento "infestada" de boa comida, consegui manter uma média que me rendeu 900 gramas a menos.

De certa forma também foi uma retomada, pois quando voltei de viagem fiquei a semana toda perdendo peso que já havia eliminado. Agora aquela história está encerrada.

Outra boa novidade é que finalmente consegui voltar a academia. Meus horários de trabalho são muito difíceis, mas vou fazer o impossível para frequentar com regularidade. Chegou o momento de melhorar minha condição física e turbinar minha redução!

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Oitava pesagem: -100 gr

Chegou a hora da verdade!

Na semana passada não fiz a pesagem oficial por ter retornado depois do dia da semana em que me peso.
Entretanto, é importante deixar registrado que ganhei 2 kilos naquela semana. Bebendo pouca água e exagerando nas deliciosas comidas locais e na cerveja gelada só podia ter acontecido isso.

Assim que voltei e tomei o susto na balança, retomei o ritmo na RA. Com bastante força de vontade consegui "reperder" os 2 kilos, e de lambuja reduzi 100 gramas da pesagem anterior. E olha que no domingo fizemos um belo churrasco, com tudo de bom que tem direito. É só comer de modo moderado que é possivel ter vida social e também perder peso.

É uma grande chatice ter que se esforçar para perder peso que já tinha sido eliminado, mas por outro lado é bom que seja chato, pois no futuro vou tomar mais cuidado com os exageros.

sábado, 15 de setembro de 2007

Off topic: Comentários sobre o passeio em Abrolhos

Pé na estrada, ar e água!

É muito revigorante deixar o dia a dia um pouco de lado, conhecer lugares diferente e curtir um pouco de aventura. Aliás, aventura é a palavra que melhor define este passeio meio exótico...

Quando na minha vida imaginei que iria para um lugar a milhares de kms de casa para "avistar baleias"? Que coisa meio maluca!?!
Minha mulher que é tão caseira quanto eu não botou muita fé, mas quando avistou uma baleia ajudando o filhote recém nascido a subir para a superfície respirar entendeu o espírito do passeio.

Fomos em um pequeno grupo de quatro aventureiros festeiros. Eu, minha esposa, meu tio Nivaldo e a tia Angela. Pessoas incríveis, com mente aberta e dispostas a aproveitar o que vier pela frente. Muito obrigado pela ótima companhia e pelos bons momentos!

Vou contar bem resumidamente como foi a viagem, e então mostrar algumas fotos para matar a curiosidade dos amigos.

Nosso avião decolou de São Paulo às 06:20 no dia 07 de setembro. Sem atraso, chegamos em Vitória às 08:00 hs.
Eu já havia reservado um carro na locadora, então quando chegamos foi só preencher a papelada, conferir o carro e sair para a estrada.
Da capital capixaba até Caravelas no sul da Bahia foram 08:30 hs de viagem pela "famosa" BR 101.
Chegamos no início da noite e fomos direto para a empresa onde faríamos o passeio de barco acertar os detalhes. Eu e o Nivaldo decidimos fazer nosso primeiro mergulho com cilindro, o chamado "batismo".

Que ansiedade!

De lá fomos para a pousada. Um lugar bem aconchegante, com ótimo café da manhã e preços honestos.

A Baleiada
Às 07:00 fomos para o pier embarcar no catamarã "Imagine". Um nome bem sugestivo....
Estávamos saindo pelo rio em direção ao mar quando o biólogo do barco passou as instruções sobre o passeio e deu a notícia meio chata.
Tinha um pouco de vento e o mar estaria um pouco mais agitado do que o ideal... bondade dele! O barco balançou tanto que várias pessoas começaram a ficar verdes. Infelizmente eu era uma delas.

Com uma parte dos passageiros se preocupando basicamente em administrar o estômago, a viagem só melhorou quando avistamos o primeiro grupo de baleias jubarte.

Foi uma festa!! Enormes baleias jubarte nadando tranquilamente com os filhotes... muito emocionante!!
Algumas chegaram perto do barco, mas olhando na linha do horizonte dava pra ver o borrifo de muitas outras. Uma pequena multidão de baleias sendo observadas por outra pequena multidão no nosso barco.Seguimos avistando baleias jubarte até chegarmos no arquipélago de Abrolhos.


Ilha Siriba e seus atobás
Assim que chegamos no arquipélago fomos recepcionados pela guarda parque do Ibama, que deu uma rápida palestra sobre como se comportar no local, e explicou um pouco sobre a visita que faríamos na ilha Siriba - a única do parque aberta a visitação pública.

Siriba é uma ilha pequena, cheia de atobás e outras aves marinhas.
Os atobás são muito mansos e não demonstram preocupação com a presença dos visitantes, que eram muitos naquele dia. Felizmente aqueles atobás não sabem do que nós humanos somos capazes!

Com o passeio na ilha Siriba terminado, é hora de voltar para o barco e preparar-se para as próximas atividades.


O batismo
Enquanto subia no barco ouvi o dive master perguntar quem gostaria de ser o primeiro a mergulhar. Não tive dúvidas e me ofereci para o sacrifício!
Com a roupa de neoprene vestida, ouvi com atenção as dicas sobre como se comportar no mundo subaquático.
Que minutos incríveis! Que ansiedade!
Coloquei o cinto com o lastro, vesti o equipamento com o cilindro de ar, peguei a máquina fotográfica (tks Roger) e chegou a hora e pular do barco.
Para quem não é habituado o peso do equipamento é muito estranho. Pular do barco com tudo aquilo então beira uma sandice.
- Vou afundar feito uma pedra! Pensei.

Pulei!


Bm, não só não fui direto pro fundo como fiquei boiando ao lado do dive master. Ele checou os equipamentos, confirmou se eu estava pronto e então chegou a hora de afundar.

UAU!!!
Que sensação fantástica!! Respira-se normalmente debaixo da água, com a diferença de que tanto a inspiração quanto expiração são feitas pela boca.
Conforme fomos descendo a pressão da coluna da água foi pressionando os ouvidos. Foi só fazer a "compensação" tapando o nariz e forçando o ar que tudo ficou perfeito. Desce, compensa, desce, compensa...
Muitos corais, peixes de várias cores e tamanhos e eu não conseguia acreditar que estava vivenciando aquilo. Só não me belisquei porque não ia adiantar. A roupa de neoprene pretege tanto do frio que faz lá no fundo quanto das pedras que de vez em quando eu batia por falta de prática em equilibrar o cilindro.
Tirei várias fotos que ainda não revelei. Tomara que tenham ficado nítidas!
Foram aproximadamente 25 minutos de um mergulho tranquilo e muito bem assessorado. Muito obrigado ao dive master e à todos da tripulação do Imagine.





Retornando de Abrolhos
Mergulho terminado, almoçei enquanto esperava as outras pessoas fazerem seus batismos. Como demorou um pouco, aproveitei o tempo para um mergulho de apnéia usando as técnicas que havia aprendido.
Foi rápido, mas consegui avistar mais alguns cardumes e tirar mais fotos.
No caminho de volta avistamos mais alguns grupos de baleias e várias com baleotes.
Felizmente o vento estava mais calmo e as ondas ficaram mansas.
Com o mar mais fácil o barco desenvolveu maior velocidade e chegamos em Caravelas com bastante segurança.
Depois de jantar uma ótima moqueca de robalo, o cansaço tomou conta e dormimos feito pedra.

Nova Viçosa
No dia seguinte fomos para Nova Viçosa, onde a empresa em que trabalho desenvolve um loteamento ecológico: a Ecovila Caminho de Abrolhos.
Nova Viçosa é uma cidade de 15000 hab. que fica em uma península no extremo sul da Bahia. Cidade acolhedora com muitas belezas, entre elas as praias com areias medicinais e o maior manguezal do Brasil.
É o ponto do continente mais próximo do arquipélago de Abrolhos. Na próxima visita às baleias vamos tomar o barco lá e economizar um bom tempo no trajeto.
Uma dica: Em Nova Viçosa não deixe de conhecer a Pousada Cheiro de Mar. A melhor pousada de todo o passeio, com um ótimo restaurante, atendimento de primeira e com apartamentos de frente para o mar.

Para quem não gosta de mar, Nova Viçosa tem ainda o rio Peruipe, um lindo rio onde pescam-se robalos de até 10kg! A propósito, nossa ecovila fica entre o mar e o rio Peruipe, numa das localizações mais fantásticas da região.


Outras aventuras...
Já pensando em evitar surpresas no retorno, decidimos conheçer Guarapari. Como fica distante apenas 50km de Vitória já estaríamos próximos ao aeroporto.Descendo pela BR 101 pegamos muito trânsito e chegamos em Guarapari depois das 10 da noite. A missão então foi achar um lugar para ficar. Adotamos a praia dos Namorados como referência e nas proximidades fomos recomendados à pensão Roma Antiga. Notei que a dona achou meio estranho aquela turma chegando naquela hora, mas foi muito solícita e ficamos bem instalados. Jantamos um sanduíche caprichado na praça em frente à pousada.

Na manhã seguinte fomos conhecer as praias de Guarapari. Muito bonitas, apesar da água um pouco fria o visual realmente valeu a pena. Já nos preparando para pegar o avião de volta para Sampa, almoçamos uma fantástica moqueca em Vitória num restaurante de frente pro mar. Fechamos com almoço de ouro!

Às 19:15 do dia 11 de setembro pousamos em Congonhas. Cansados, satisfeitos e já pensando na próxima escapadela....

Merece destaque:
* A paz transmitida pelas baleias Jubarte;
* A emoção do mergulho autônomo;
* A hospitalidade ímpar do povo baiano;
* A "fritada de siri" da Pousada Cheiro de Mar.

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Off topic: Viagem no feriado

Como ninguém é de ferro, neste feriado vou fazer um passeio bem diferente com minha esposa. Nós vamos visitar o parque marinho de Abrolhos, também conhecido como Arquipélago de Abrolhos.

Neste lugar as baleias Jubarte vão procriar todos os anos e ficam na região entre julho e novembro. Fui o ano passado a trabalho, e havia prometido levar minha esposa. Será seu presente de aniversário.

Abrolhos fica no sul da Bahia, perto da divisa com o Espírito Santo. Vamos de avião até Vitória e de lá vamos de carro o resto do trajeto. É um passeio bem diferente, e recomendo a todos que tenham um mínimo de espírito aventureiro.

Vou postar algumas fotos da região, assim compartilho com vocês o prazer da viagem.

Até lá!

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Sétima pesagem: -500 gr

Maravilha! Lá se foram outros 500 gramas!

Poderia ter sido até mais, entretanto a semana valeu a pena.
Neste sábado fui na casa de um primo-brother, comemorar a visita de outro irmão de coração. Lá fizemos um churrasco instantâneo com picanha. A picanha estava ótima e o bate papo com os camaradas melhor ainda!

Poder festejar com as pessoas que se gosta, comer o que dá prazer e ainda assim reduzir 500 gr na semana? Pois é, isso é possível!! A questão é fazer tudo com moderação e não "jogar tudo pro alto" por não ter feito questão de resistir àquele naco de picanha. Aliás, um filé de 100 gr de picanha contém 287 cal., uma lata de cerveja 147 e 100 gr de linguiça calabresa mais 300 cal. Nada muito absurdo :-)

Festejando cada redução, comendo um pouquinho de cada coisa e - importantíssimo - bebendo bastante água - a cada dia vou chegando mais perto do meu peso ideal.

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Atitudes mínimas para ser uma pessoa saudável

Ser saudável é bom, garante saúde e longevidade. O problema é que, para muita gente, soa ser chato e é quase símbolo de uma vida monótona. Academia e pratos balanceados perdem espaço para o ócio (geralmente deitado no sofá assistindo TV ou sentado em frente ao computador) e para a gordurinha trans. Essa troca causa diminuição da qualidade de vida e da saúde.

Isso não quer dizer que você precisa se tornar um "fundamentalista" na busca pela vida saudável. Essa virada de vida é um pouco mais simples. Na verdade, é como uma sugestão.

Você sabia que, para ser considerada uma pessoa minimamente saudável, você precisa mudar apenas alguns hábitos e não vai precisar deixar a sua picanha de lado? Que tal começar com um "saudável no limite"? É como muitos fazem na infância ou na adolescência: estudar o mínimo para passar raspando. É um começo e, com o tempo, seu corpo vai responder positivamente, gerando a vontade de criar hábitos cada vez mais saudáveis. Topa?

Pergunta número 1: por que ser saudável?
Para ter uma qualidade de vida mínima é preciso ter boa saúde. Por acaso você já ouviu alguém lhe desejar: “Saúde. Porque com a saúde em dia, todas as outras coisas da vida, você consegue”.

Pense um pouco nessa frase. Veja se ela é mesmo verdade. Um indivíduo que não goza de boa saúde consegue ser feliz? Consegue ter um amor e consegue dedicar-se e passar momentos gostosos ao lado dele? Consegue ter uma velhice tranqüila? Consegue ser um bom profissional e ser aplicado no trabalho? Consegue cuidar da família e pôr tudo em ordem?

Provavelmente não. Por isso, pense: é realmente uma atitude responsável trocar sua vida pelos “alimentos do mau”, como gorduras trans, biscoitos, frituras e etc?

Se você chegou a um “não” como resposta, siga para a pergunta seguinte.

Pergunta número 2: é preciso reduzir o consumo desses “alimentos do mau”, principalmente, as gorduras, as frituras e os doces. Infelizmente não há como escapar. Se você deseja emagrecer, controlar o seu colesterol, adotar hábitos saudáveis de alimentação e prevenir o aparecimento das doenças cardiovasculares, tem que diminuir o consumo de gordura.

Pergunta número 3: vou ter que me privar de todos os alimentos que contenham o mínimo de gordurinha?
Segundo Cristiane Ruiz Durante, que é coordenadora de nutrição da Triathon Academia, ninguém é de ferro e precisa se privar de tudo. “É óbvio que existe uma dieta específica para cada um, mas ninguém escapa a um evento, um casamento, uma festinha ou uma reunião, que estão sempre lotados de apetitivos gostosos. A pessoa pode, sim, comer esses petiscos, mas basta saber o limite”, afirma Cristiane.

Ainda segundo a personal dieter, o gasto energético tem que estar de acordo ou mais alto do que o ganho de energia adquirida com a ingestão de alimentos. “Se a pessoa comer um bombom de 30 gramas por dia, por exemplo, ela não vai estar cometendo nenhum pecado e não é isso que vai estragar a dieta dela”, exemplifica a Cristiane Durante.

Sobre o junk food, é necessário ter mais cuidado. “Essas lanchonetes de fast food são perigosas. Se a pessoa puder evitar para a vida toda, ótimo. Caso contrário, uma vez por mês já é o limite”, diz a nutricionista.

Além disso, a gordura também é essencial ao organismo, mas em exagero, pode engordar e, dependendo da gordura, pode elevar os níveis de colesterol e de problemas cardíacos.

Entenda mais:
“As gorduras são macronutrientes, como as proteínas e os carboidratos. Elas também devem fazer parte de uma dieta balanceada, sendo responsáveis por 25 a 30% das calorias ingeridas por dia”, afirma a endocrinologista Ellen Simone Paiva, diretora do Centro Integrado de Terapia Nutricional, Citen.

Segundo a médica, as gorduras desempenham várias funções importantes em nosso organismo. Dão estrutura às membranas celulares, formam a maioria dos hormônios e promovem a circulação das vitaminas. “E nos alimentos, as gorduras são os componentes de maior sabor, o que os tornam irresistíveis, tanto os salgados como os doces”, diz.

Apesar de todo o receio quanto à gordura em si, há um tipo dela que é tida como gordura benéfica, uma vez que nosso organismo não é capaz de produzi-la e também não vive sem ela. Essa é a gordura denominada insaturada, que se mantém em estado líquido à temperatura ambiente. As gorduras insaturadas estão presentes nos óleos vegetais, nozes, castanhas e em alguns peixes, como salmão, truta, cavala, arenque, bacalhau fresco e atum.

Pergunta número 4: eu não gosto de água. Prefiro refrigerante e suco. O que fazer?
Segundo a personal dieter, o ideal é que uma pessoa consuma aproximadamente de 30 a 35 ml por quilo de peso. “Isso é o mínimo para manter o corpo hidratado e eu diria até que é o primeiro passo no quesito ser saudável. Para ter um corpo 100% legal, com bom desempenho, o peso e o funcionamento do organismo em ordem, é necessário beber bastante água”, esclarece Cristiane.

Os compulsivos por refrigerantes devem ter cuidado, pois essas são bebidas que podem conter muitas calorias (prefira sempre as opções light) e não possuem os minerais que a água possui. “Para quem não bebe água em hipótese alguma, o jeito é fazer sucos de frutas naturais e de baixa caloria ou beber água de coco”, afirma a nutricionista.

Pergunta número 5: o que eu posso e preciso comer e, o contrário, quais são os alimentos que eu preciso tomar distância?

- Saber controlar as emoções e mantê-las em equilíbrio. Não adianta querer ser saudável tendo altos níveis de estresse e ansiedade, por exemplo.
- Consultar médicos ao menos uma vez por mês. “Isso inclui ginecologista, nutricionista, endocrinologista, dentista, cardiologista, caso a pessoa apresente algum problema do coração ou esteja acima dos 35 anos, e outros”, completa a especialista e personal dieter Cristiane Durante.
- Se a pessoa for obesa ou compulsiva, é necessário fazer um trabalho de reeducação alimentar sob orientação médica.
- O almoço e o jantar devem conter alimentos variados para que se mantenha um balanço de vitaminas, proteínas, sais minerais e fibras.
-Além do almoço, do jantar, do café da manhã e do lanche da tarde, é necessário comer com intervalos de três a quatro horas.
- Não se deve seguir dietas loucas e sempre é importante consultar um nutricionista.
-A ingestão de energia por meio dos alimentos jamais deve ultrapassar o gasto calórico.
- Não vá achar que é só porque foi numa festa ontem à noite e comeu demais é que você não consegue ser uma pessoa saudável.
- Frituras em imersão, como pastel, coxinha, batata frita e hambúrgueres devem ser deixados mesmo de lado.
- Quer comer um docinho? Que tal banana com canela no forno?
-Os cafezinhos devem ser deixados um pouco de lado. “Três por dia já está mais do que bom”, frisa Cristiane.
-Enfim, não achou que ia escapar deles, né? Dos exercícios...”Não há pessoa considerada saudável que não malhe, não corra, não caminhe ou não pratique nenhuma atividade física. Isso, além de beleza, é saúde”, finaliza Cristiane Durante.

Por Nadia Heisler 3/9/2007

Fonte: http://cristianaarcangeli.uol.com.br/site/saude.aspx

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Mais força

Especialistas reavaliam recomendação mínima de atividades físicas e afirmam que gasto calórico não deve ser único fator considerado para alcançar benefícios

AMARÍLIS LAGE
DA REPORTAGEM LOCAL

Fazer uma caminhada leve três vezes por semana é o mínimo necessário para manter a saúde e se proteger de problemas como diabetes e osteoporose, certo? Errado.
Divulgada neste mês, a nova diretriz da ACSM (American College of Sports Medicine) mostra que, para a atividade física ter efeito significativo sobre a saúde, é necessário suar a camisa.
Os exercícios aeróbicos devem ser praticados pelo menos cinco dias por semana, numa intensidade de moderada a intensa, e dois dias devem ser dedicados a atividades de fortalecimento muscular.
E nada de incluir nessa conta a ida até a padaria ou a faxina em casa: os 30 minutos de exercícios devem ser um adicional às atividades do dia-a-dia.
Para quem acha esse ritmo puxado, uma observação: essa é a meta mínima. Quem quer emagrecer precisará malhar ainda mais. Além disso, ressaltam os pesquisadores, quanto maior a quantidade de exercícios, melhor para a saúde -especialmente em relação a doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, osteoporose, obesidade, câncer de cólon e de mama, ansiedade e depressão.
"Muitos adultos saudáveis já podem começar a fazer meia hora de atividades de intensidade moderada -como caminhar aceleradamente- cinco dias por semana. Quem estiver muito fora de forma pode começar com dez ou 15 minutos de atividade por dia e aumentar progressivamente até alcançar os 30 minutos. De modo geral, as pessoas conseguem fazer uma sessão de meia hora em quatro ou seis semanas", disse à Folha William Haskell, professor da Escola de Medicina da Universidade Stanford e coordenador da nova diretriz.
Principal entidade norte-americana de medicina do esporte, a ACSM elaborou o documento em parceria com a AHA (American Heart Association), com base em estudos realizados em todo o mundo, e suas orientações devem ser adotadas por diversos países, incluindo o Brasil.
"Como temos poucos estudos no Brasil, não dá para nos basearmos em dados nacionais. O que existe são publicações de maior relevância científica como essa", afirma Arnaldo José Hernandez, presidente da SBME (Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte).
Apesar dessa influência, o documento também tem recebido críticas. Teme-se, por exemplo, que a maior rigorosidade da orientação possa desestimular as pessoas a se engajarem num plano de atividades físicas. Outro argumento é que não há uma fórmula que valha para todo mundo, sem levar em conta características individuais.
"Não existe receita de bolo", afirma Rene Abdalla, professor de ortopedia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e coordenador do Centro de Ortopedia e Reabilitação no Esporte do HCor (Hospital do Coração), em São Paulo. "Cada um tem o seu limite. O mais importante é a regularidade."

Gasto calórico?
O estudo é uma atualização da diretriz lançada pela ACSM em 1995. Na época, afirma José Lazzoli, presidente eleito da SBME, acreditava-se que o fator mais importante na prática de exercícios era o gasto calórico semanal.
Isso levou a um conceito de "exercício como estilo de vida" -ou seja, pregava-se que pequenos hábitos no dia-a-dia, como a substituição do elevador pela escada, levariam a pessoa a alcançar a meta de gasto calórico e resolveriam o problema do sedentarismo.
Além disso, os autores do documento afirmam que alguns aspectos da diretriz de 95 foram mal-interpretados e, por, isso, a nova versão é mais explícita em suas recomendações, como a necessidade de exercícios de intensidade vigorosa.
De acordo com a nova diretriz da ACSM, pesquisas recentes mostram que exercícios de intensidade vigorosa são mais eficazes na redução de riscos cardiovasculares do que atividades de intensidade moderada, independentemente do gasto calórico.
Já a retenção de cálcio e o fortalecimento da massa óssea, importantes na prevenção da osteoporose, dependem do impacto sobre o osso durante o exercício -nesse sentido, correr é mais indicado do que fazer hidroginástica, diz Hernandez, na SBME. "Antes, a questão era fazer ou não fazer atividade física. Agora, a dica é: não parar o que você já faz, mas incluir atividades mais intensas."

Musculação?
"Fazer uma caminhada leve três vezes por semana vai ajudar a controlar a pressão arterial, mas não tem efeito no controle do diabetes -a queima que ocorre é de gordura, e não mexe no consumo de açúcar pelo organismo", explica Paulo Zogaib, professor de fisiologia e medicina do exercício da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).
Para ele, uma das mudanças mais importantes da nova diretriz é a introdução dos trabalhos de força muscular na lista de atividades básicas. O próprio diabetes tipo 2 serve como exemplo dos benefícios que advêm da junção dos trabalhos de fortalecimento muscular com os aeróbicos. "O exercício aeróbico queima pouco açúcar. Em compensação, ajuda a melhorar a sensibilidade dos receptores de insulina. Já a musculação aumenta a capacidade de o organismo metabolizar o açúcar", afirma Zogaib.
Ainda segundo o médico, o fortalecimento muscular é especialmente importante para pessoas na terceira idade, já que, a partir dos 50 anos, tem início a diminuição dos hormônios anabólicos, com conseqüente perda da massa muscular. Segundo Lazzoli, da SBME, "não há nenhuma faixa etária que se beneficie mais do fortalecimento muscular do que a terceira idade".

Idosos?
Outra novidade da diretriz são as recomendações específicas para a terceira idade e para essoas com limitações físicas. Segundo o trabalho, esse grupo também tem de se exercitar pelo menos cinco vezes por semana e fazer atividades de fortalecimento muscular.
"Além de aumentar a força física, a musculação melhora os sintomas de quem tem artrose e, por causar impacto, ajuda a manter a densidade óssea", afirma Ricardo Cury, da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia).
Uma orientação específica da entidade para idosos são os exercícios de flexibilidade e de equilíbrio.
Sessões de alongamento devem ser realizadas ao menos dois dias por semana e sempre acompanhar a prática de uma atividade aeróbica ou de fortalecimento muscular. Segundo o documento, a atividade física pode reduzir o número de quedas em idosos em até 45%.
Mas, antes de o idoso dar início a qualquer exercício, os autores da nova diretriz recomendam a elaboração de um plano de atividades com um especialista. Isso é fundamental para que sejam levados em consideração os efeitos terapêuticos da atividade e os riscos relacionados a problemas crônicos. A dica vale mesmo para idosos saudáveis e sem problemas crônicos.

Exames?
Já adultos saudáveis não precisariam consultar um médico para seguir a recomendação mínima da diretriz, segundo informa o próprio documento. Os exames só seriam necessários para pessoas com doenças cardiovasculares, diabetes ou outra doença crônica.
Segundo Haskell, coordenador do trabalho, trata-se de uma orientação populacional, e não específica. "O risco desses exercícios para um adulto saudável é muito baixo."
"A filosofia dessas orientações populacionais é não criar muitas barreiras para a prática de exercício", afirma Lazzoli. "Mas acho que é interessante fazer exames antes de iniciar qualquer atividade, já que os problemas cardiovasculares são, na maioria das vezes, doenças silenciosas."
Outro ponto polêmico da diretriz é que ela não estabelece um limite máximo para a prática de atividades. Segundo o trabalho, esse dado não foi estabelecido porque varia muito conforme a idade, o sexo e a composição corporal, entre outros fatores. Mas os autores afirmam que exceder a recomendação mínima reduz o risco de doenças relacionadas à inatividade.
Alguns especialistas vêem essa orientação com preocupação. "Uma alta carga de exercícios traz não só vários benefícios mas também um alto risco de lesão", afirma Cury, da SBOT.
Segundo Zogaib, é preciso ficar alerta a alguns sinais de excesso. "A pessoa não deve sentir dor, desconforto, falta de ar excessiva, náuseas, tontura -isso mostra que algo está errado", afirma. Nesse caso, é preciso procurar um especialista que possa identificar o problema.
Para Abdalla, da Unifesp, mais importante que a intensidade ou o tipo de exercício é praticar atividades físicas com regularidade. Contrariando a nova diretriz, ele defende que fazer exercícios três vezes por semana "funciona muito bem". O principal problema, afirma, está em ter um cotidiano sedentário e decidir se transformar em esportista a cada final de semana.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/equilibrio/eq3008200701.htm

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Sexta pesagem: -1.8Kg

Apesar da falta de tempo para atividades físicas, estou conseguindo evoluir bem na minha redução de peso só com a reeducação alimentar.

Considero este o momento mais fácil do processo. Já venci a barreira inicial dos hábitos antigos, e como ainda tenho muito peso para perder, só manter o ritmo é suficiente para que os resultados apareçam.

Em pouco tempo só isso não será suficiente, mas até lá eu consigo me organizar e voltar na academia.

Na semana passada não consegui tirar as fotos, dessa não passa!

domingo, 26 de agosto de 2007

Mitos e verdades da musculação

Frases como essas abaixo ecoam pelas academias de musculação do país. É um local onde existem pessoas de diferentes níveis sociais e intelectuais. Fala-se de tudo, desde receita de bolo até política e economia.

E também podemos ouvir dicas e conselhos de todos os tipos para se obter um resultado estético mais rápido. Segue abaixo alguns deles:
  • Tomar banho após um treino de hipertrofia impede o desenvolvimento dos músculos.
  • Uma pessoa muito forte não pode nunca parar de treinar senão os músculos caem.
  • Somente com o uso de complementos alimentares você consegue hipertrofiar.
Grande parte desses conselhos são pronunciados como verdade absoluta por praticantes experientes, porém sem nenhum conhecimento científico no assunto.

Durante o treino de musculação, o nosso organismo desvia grande parte do volume sangüíneo para a região trabalhada, aumentando com isso a vascularização e oxigenação local. O tamanho e o tônus desse músculo modifica-se, dando uma falsa impressão de hipertrofia instantânea, sendo que na realidade está ocorrendo um catabolismo (ou degradação da musculatura). Esse catabolismo, ou perda de substâncias plásticas e metabólicas, só é revertido na fase de repouso e com uma alimentação correta (anabolismo). Dependendo da intensidade do estímulo, após passar minutos ou horas depois do fim do treino, o músculo volta ao seu tamanho e tônus normal. Ou seja, entre você terminar um treino e ir para casa e tomar um banho, pode ter passado tempo suficiente para isso ocorrer, dando a impressão que tomar banho após o treino interfere no desenvolvimento de seu músculo.

A verdadeira hipertrofia somente é alcançada na fase anabólica, quando são refeitas as reservas musculares que tendem a superar as quantidades anteriores. Esse anabolismo é alcançado através de um repouso correto e suficiente após o treino e uma alimentação balanceada. A maneira de se saber qual a melhor alimentação, e se há a necessidade de fazer uso de complementos alimentares (pois isso depende de vários fatores, tais como sua genética, tipo de treino, ritmo de vida, etc.), é consultar um nutricionista esportivo.

E não se preocupe em ser obrigado a treinar até o fim de sua vida com medo que seus músculos caiam. Pra começar, os músculos não caem, quem cai é a gordura. Portanto, se você quiser parar de treinar após 5, 10 ou 20 anos de musculação, simplesmente faça uma alimentação adequada ao seu novo ritmo de vida. Você emagrecerá e adquirirá um corpo parecido com o anterior, só que em proporções menores.

Portanto, cuidado em acreditar em tudo que se fala pelas academias. Procure sempre um profissional formado da área para sanar suas dúvidas.

Fabio Saburi
graduado em Educação Física pela UNICAMP, pós-graduado em Treinamento Desportivo pela FMU e Personal Trainer da Companhia Athlética.

Fonte: http://www1.uol.com.br/cyberdiet/colunas/001214_fit_musc.htm

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Conquiste um corpo sarado

Um corpo sarado é o sonho de muitos homens. De quebra, saúde e mais qualidade de vida acompanham esta meta. O problema é nem sempre saber por onde começar, como conquistar um corpo esculpido. Segundo Cristiana Arcangeli, no livro “Como Viver Mais e Melhor – Só para Homens”, editora Nacional, basta traçar um plano equilibrado para o dia-a-dia e investir nele até obter resultados.

O primeiro passo é mudar antigos hábitos e manter a regularidade de treinamento, já que em cada 10 pessoas que começam a treinar, sete deixam os planos de lado depois de algum tempo. As palavras para isso são: motivação, determinação e persistência.

Em seguida, trace quais são os seus objetivos: uma barriga de tanquinho, costas de nadador? Pense sobre o que você quer para o seu corpo.

A partir daí é hora de fazer uma avaliação física para saber como e o quanto o seu corpo suporta e vai reagir. Com isso, seu instrutor ou personal trainer vai poder criar um plano de treinamento personalizado. Se puder, também vale a pena fazer exames clínicos indicados por um médico. Assim, a segurança é total e você malha tranqüilo.

Apesar de os homens não darem tanta importância para o “dress code da academia”, um tênis de qualidade e roupas confortáveis são fundamentais. Com isso tudo em dia, você já vai poder começar a correr atrás do corpo dos sonhos.

Na hora de malhar, não esqueça do alongamento após qualquer tipo de exercício. Ele evita lesões e deixa a musculatura mais bonita e flexível.

Para se manter firme no objetivo de um corpo sarado, tente criar horários e rotinas de exercícios e segui-los à risca. A partir deste período de adaptação, há a progressão e a manutenção do programa de treinamento.

Treino para ficar musculoso:
Exige a repetição de exercícios com carga.

Para ganhar fôlego e queimar gordura:
Se o objetivo é afinar, caminhe ou trote por uma hora, mantendo a freqüência cardíaca entre 65% e 75%. Para melhorar o sistema cardiorespiratório, é indicado correr 30 minutos.

Abdome de tanquinho:
A barriga é formada por gordura e é preciso fazer reeducação alimentar e exercícios aeróbicos para combatê-la.

Fonte: http://cristianaarcangeli.uol.com.br/site/soparaeles.aspx?flg=1&id=4132&id_categoria=87&id_grupo=0

Quinta pesagem: -1.1kg

Yeah!!

Alegria alegria!! Lá se foram mais 1.100 gramas!!

Agora estou com exatamente 84kgs. Poxa vida, como valeu a pena comer direitinho esta semana!
Recuperei o ritmo da RA e estou com ânimo total.

Esta semana vou postar algumas fotos. Com 7 kgs a menos acho que já será possível notar alguma diferença.

sábado, 18 de agosto de 2007

Aniversário de 1 mês

A um mês atrás tomei a iniciantiva de criar este blog como ponto de apoio na minha reeducação alimentar. Não imaginava que as pessoas que ele atrairia seriam tão importantes no processo. Do dia 20 de julho até 18 de agosto foram 188 visitas que deixaram 33 comentários. Muitas sugestões e palavras de apoio, a maior parte de colegas de blogs que também estão encarando o mesmo desafio. Muito obrigado a todos pelas visitas e pelos posts!

Não tomo remédios para moderar o apetite. Se eu não tiver força de vontade para dominar a comilança agora que estou obeso, como vou conseguir me conter depois que já estiver com o peso final?!?

Tenho procurado manter a regularidade na RA. É uma decisão para a vida toda, então não adianta se afobar. Não passo fome e nem deixo de comer o que gosto. Já me privei de tudo antes e sei que não funciona nem a médio prazo. Desta vez estou fazendo tudo certo para que seja definitivo.

Desde que começei, 6 kgs já foram embora. Faltam muitos, e sei que serão os mais difíceis mas não me assusto. Não tenho urgência - nem data marcada - para alcançar meus 67kgs. Só sei que não vai demorar e que será com muita saúde!

Para me habituar com a responsabilidade de manter o peso desejado, firmei um compromisso de não aumentar de uma semana para a outra. Sei que poderão existir períodos em que vou ficar estabilizado, mas não vou admitir nenhum retrocesso. Nada me segura!

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Quarta pesagem: -200 gramas

E não é que acabei ganhando um "prêmio de consolação"??
Constatar que perdi 200 gramas na semana passada é motivo para comemorar - com champanha e tudo!!

Foram 3 dias comendo igual a antes (ou seja, muito!), mas os outros 4 dias moderados mostraram que valeram a pena. De quilo em quilo eu chego lá, com bastante saúde e disposição. É só não perder o objetivo de vista.

Já superei a comilança. Desde segunda retomei a RA com bastante ânimo e com força total.

Estou curioso para a semana que vem. Depois de muito tempo vou quebrar a barreira dos 85kgs!

domingo, 12 de agosto de 2007

Formatura, pizza e churrasco

É, esta semana que passou foi bastante divertida - exceto para meu emagrecimento.

Na sexta fui na formatura da minha prima. A festa estava ótima, a comida maravilhosa e a companhia melhor ainda. Acabei comendo e bebendo mais do que precisava. Acho que me empolguei com os números perdidos na semana anterior e acabei exagerando.

No sábado a noite foi de pizza. Para comemorar pedimos uma Hut, muito caprichada e quentinha.... Não comi a pizza sozinho, mas já foi uma senhora extravagância!

Para fechar o final de semana, no domingo fomos a um churrasco de família. A comida estava muito boa, carne assadinha no ponto e bastante conversa-fora para atualizar os assuntos com uma turma bacana que veio de Curitiba.

Como são bons estes momentos!!

Como consequência, provavelmente não terei muito a comemorar no dia da pesagem...

Entretanto não será por isso que vou desistir!

Sei que minha redução é um processo, e que para continuar perdendo peso como antes é só retomar com ânimo total!

Em frente!!

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Terceira pesagem: -1.4kg

A semana que passou foi extraordinária!!

Consegui manter as comilanças sob controle e reduzi 1,4 kg.

Algumas pessoas mais próximas já estão notando diferença na aparência e começaram as perguntas.
É melhor ir me acostumando a explicar como estou fazendo, pois a cada dia outras irão perguntar.

O blog está me ajudando muito nesta empreitada. Conhecer a experiências de outras pessoas com o mesmo objetivo e trocar informações é muito bom.

Comemorar com vocês alguns gramas a menos a cada terça-feira é demais! Não troco esta sensação de dever cumprido por nada!

Nada vai me desviar do meu objetivo e a cada dia tenho mais certeza de estar fazendo o certo, da forma certa e no momento certo.

Muito obrigado pelo apoio!

domingo, 5 de agosto de 2007

A água no emagrecimento

Li em algum lugar (que gostaria de dar os créditos mas não lembro onde foi), que o corpo aumenta o metabolismo em 30% após a ingestão de 2 copos de água. Tanto melhor se for gelada, pois neste caso ele precisa aquecer até a temperatura adequada, consumindo mais calorias.

Acredito que seja verdade, pois estou notando isso na prática.

Desde o início do meu processo de emagrecimento aumentei o consumo de água para no mínimo 2 litros diários. A cada hora lá estou eu com minha caneca dando trabalho ao bebedouro. Mesmo não tendo adotado uma dieta rígida (somente racional), estou perdendo peso dia após dia num ritmo muito interessante.

Além de fazer muito bem à saúde, ainda ajuda a emagrecer.

Tô dentro!

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Coma mais e engorde menos

Na home do UOL tinha um link para a matéria abaixo.
Achei os números bem interessantes e podem servir de referência para algum "exagero planejado":

1. Fritas com cheddar e bacon (100 g - 600 calorias)
=
1 coxinha de frango (211 calorias)
+ 1 esfiha de carne (150 calorias )
+ 2 bolinhas de queijo (84 calorias)
+ 1 lata de Coca-Cola (137 calorias)

Total: 582 calorias



2. Pipoca com manteiga (100 g - 680 calorias)
=
1 pastel de queijo (170 calorias)
+ 10 azeitonas (60 calorias)
+ 1 bolinho Ana Maria Pullman (130 calorias)
+ 1 xícara (chá) de chocolate quente com chantilly (320 calorias)

Total: 680 calorias



3. Açaí com granola (500 ml - 1.040 calorias)
=
1 Big Mac (504 calorias)
+ MC fritas média (288 calorias)
+ 500 ml de Coca-Cola (200 calorias)

Total: 992 calorias



4. 1 Fatia de bolo de chocolate com cobertura (50 g - 427 calorias)
=
1 fatia de bolo de coco (189 calorias)
+ 2 waffers de chocolate (82 calorias)
+ 4 Bis Lacta (156 calorias)

Total: 427 calorias



5. X-salada com maionese (738 calorias)
=
1 sanduíche natural de peito de peru (200 calorias)
+ 1 Cachorro-quente simples (314 calorias)
+ 1 sanduíche natural de atum (222 calorias)

Total: 736 calorias



6. Milk Shake de chocolate com calda de chocolate (720 calorias)
=
1 prato de macarronada (289 calorias)
+ 1 lata de Soda (158 calorias)
+ 1 pote (900 ml) de sorvete Kibon Carte DOr (0%) sabor chocolate (216 calorias)

Total: 663 calorias



7. 1 copo de caipirinha de pinga com açúcar (390 calorias)
=
1 tulipa de chope (90 calorias)
+ 1 dose de saquê (41 calorias)
+ 1 taça de champanhe (85 calorias)
+ 1 dose de martini (64 calorias)
+ 1 taça de vinho tinto (104 calorias)

Total: 384 calorias



8. 1 filé de peixe frito (436 calorias)
=
1 filé de salmão assado (220 calorias)
+ 1 pé-de-moleque (46 calorias)
+ 1 omelete (170 calorias)

Total: 436 calorias



9. Sonho grande (573 calorias)
=
1 bomba de chocolate (187 calorias)
+ 1 brigadeiro (96 calorias)
+ 1 taça de musse de chocolate (285 calorias)

Total: 568 calorias

Fonte: Uol - Viva

terça-feira, 31 de julho de 2007

Segunda pesagem: -900 gramas

Para reduzir os 4kgs por mês pretendo ficar o mais próximo possível de 1kg por semana. Seriam assim 150 gramas a menos por dia.

Nesta pesagem foram 900 gramas a menos. Estou achando excelente, pois não senti fome nem deixei de comer o que quis. De forma moderada.

Vou manter o ritmo e sem exageros e petiscos eu chego lá!

domingo, 29 de julho de 2007

Batizado com feijoada

Sim, é isso mesmo. Mais uma feijoada cruzou o meu emagrecimento.

No domingo fomos convidados para o batizado da filha de um casal pra lá de amigo.
Além das iguarias preparadas pela mãe da criança a avó também preparou uma caprichadíssima feijoada.
A casa estava cheia de convidados. Alguns eu já conhecia, outros se tornaram conhecidos a partir de então.

Desta vez a caipirinha ficou por minha conta. Com alguns limões, acúcar e uma cachaça especial precisava corresponder à confiança.
Espremi até a última gota dos limões, e para dar uma aparência arrojada deixei alguns cubinhos de limão com o suco.

Misturei açúcar, cachaça na mesma medida do limão e provei.

MUITO FORTE!!!

Mais açucar, cachaça e gelo. Agora parece bom. Vamos ver o que o pessoal acha.
No primeiro gole minha vítima deixou escapar uma indiscreta careta.... Ok. De volta à prancheta.

Mais acúcar, um tantinho de água e pronto. Caiu no gosto da turma!!
Excetuando a primeira vítima que ficou arisca, o restante dos convivas aprovou o preparado.

Gostaram tanto que acabou rapidinho. Vixe, e agora?
Alguém sugeriu uma caipirinha de maracujá. Gostei da idéia! Só não gostei de ser eu a fazer. Eu sei lá como se faz isso??

Inventei naquela hora, mas se alguém se interessar segue a receita:
Separei as sementes do maracujá no liquidificador, bati com pouca água e peneirei. Ficou um suco bem concentrado.
Na jarra juntei o suco, cachaça, bastante acúcar, gelo e água (sem exageros) para dar o ponto.
Algumas sementinhas de maracujá para enfeitar e está pronto.

Desta vez foi aprovado de primeira!!
Durou pouco novamente, mas enquanto degustava a feijoada fiquei todo orgulhoso quando ouvi alguém, fingindo desinteresse, perguntar:

- Tem mais daquela de maracujá?

sábado, 28 de julho de 2007

Sábado, feijoada e futebol

Neste sábado fui convidado para um almoço na casa de um velho conhecido. Pareceu ótimo e bastante inofensivo, pensei eu...
Na sequência fiquei sabendo que se tratava de uma feijoada. Opa, começou a ficar perigoso...
O mais grave estava por vir.
A feijoada não seria na casa, mas sim na lanchonete que o conhecido havia inaugurado. Uma feijoada especial para os amigos!!

E eu querendo emagrecer...

Fui com um amigo que foi nosso guia e meu filho até Barueri (para quem não conheçe, é uma cidade nos arredores de São Paulo).
Eram 14:30 quando chegou a feijoada. Borbulhando, cheirosa, derramando pelas laterais da cumbuca e absurdamente calórica.
Os acompanhamentos ajudavam bastante:
Arroz, torresmo, farofa e couve. A coisa mais light era a couve. Devidamente refogada no bacon.
Ah sim, para abrir ainda mais o apetite foi servida uma caipirinha caprichada.

Fiz um prato modesto. Uma baita dó de comer pouquinho. Os velhos costumes não dão sossego!
Comi bem devagar para aproveitar cada bocado. Um merecido e contido repeteco para evidenciar o quanto havia apreciado e pronto.
Quando terminei me dei conta que ainda poderia comer mais. Gostei de saber disso. Foi a deixa para saber que já era o bastante.

Enquanto almoçávamos um conhecido da turma comentou que iria assistir um jogo no estádio ali perto.
- Estádio?
- Pois é. O Barueri está construindo um estádio com capacidade para 30.000 pessoas (que ainda não está pronto), mas já acomoda 15.000 pessoas.
- Tá. E quem vai jogar?
- Barueri x Fortaleza! Barueri está na terceira posição, se continuar assim no ano que vem estará na primeira divisão!!

Meu filho me olhou de soslaio. Faz algum tempo eu prometi levá-lo no estádio mas nunca cumpri. Bem, chegou a hora.

Satisfeitos com a feijoada lá fomos nós pro estádio. Ficava a menos de 2 quadras da lanchonete e na rua já ouvimos o foguetório.
- Começou! Vamos que dá tempo!

Ingressos comprados, passamos pela enfadonha revista e avistamos as catracas. Logo à frente o campo com uma grama muito bem cuidada era triturada pelos cravos das chuteiras.
Me impressionei com a quantidade de mulheres e crianças no estádio. Senti que isso reduzia muito o risco de ser presenteado com algum pacote malcheiroso vindo das gerais.
Meu filho ficou maravilhado com o tamanho do estádio e.... por conseguir ouvir o ruído surdo que a bola emitia quando golpeada. Curiosa observação.

Final do primeiro tempo. Barueri 1 X 0.

Começou o desfile de vendedores. Hot-dog, refrigerante, salgadinhos, chocolates. Tudo que eu tenho que evitar.
Peraí. Alguém gritou "3 pacotes de amendoim por 1 real". Ah, isso acho que eu posso. Deve ter tão pouco amendoim que não vai fazer muita diferença.
Chamei o vendedor mas quem fez questão de pagar foi o amigo que convidou para assistir o jogo. Ok, obrigado!

Enquanto eu e meu filho tentávamos abrir o pacotinho com amendoim os jogadores voltaram do intervalo.

Início do segundo tempo. Pressão do Fortaleza.
Chuta, corre, empurra. Fizeram tanta questão que perto dos 30 minutos arrancaram um empate.
Insatisfeito por ver a vitória (merecida?) indo embora, o Barueri partiu pra cima. O jogo ficou empolgante!!
Chuta, corre, empurra e finalmente sai o segundo gol do Barueri. Nos últimos minutos da peleja, com o Fortaleza todo fechado, de modo valente o Barueri consegue a vitória.
Tivesse jogado assim o tempo todo teria feito uns 5 gols.

Final de jogo.

Saindo do estádio meu filho puxa meu casaco e confidencia:
- Pai, só descobri que o Barueri era o "de azul" quando fizeram o primeiro gol...
- Mas eu tinha te falado que o de branco era o Fortaleza...
- Ahh é...
- Olha, se o Santos não cair e o Barueri subir, vamos voltar para assistir outro jogo? Topa?

Topou na hora.
Eu e minha grande língua. Agora estou em dívida com ele novamente.
Que bom!

quinta-feira, 26 de julho de 2007

Rompendo com os velhos e maus hábitos

Quando decidi perder meu excesso de peso através de "ações mais saudáveis" não imaginava que o mais difícil seria alterar os pequenos e velhos maus costumes.

Minha alimentação formal está muito bem. Agora faço as tais 6 refeições diárias, contando como refeição uma fruta no meio da tarde e outra no meio da manhã. Meu jantar é bem modesto, mas existe. Dormir com a sensação de dever cumprido é impagável. Deve ser o tal "sono dos justos". Acordar pela manhã sabendo que estou um pouco menos obeso dá uma enorme satisfação e me prepara o espírito para mais um dia.

Recusar de forma educada as balinhas, chicletes, chocolates e biscoitinhos faz parte da mudança dos maus hábitos. Cada vez que agradeço às guloseimas sinto que estou puxando um pouquinho mais para fora as raízes dos costumes que me levaram ao peso atual. Vou arrancar todos eles! Não vai sobrar um só para contar história.

Vendo assim, fica fácil entender por que o emagrecimento com remédios gerelmente não funciona no longo prazo. Ao não considerar a necessária mudança de hábitos, passado o efeito do remédio o indivíduo - sem se dar conta - volta a comer de tudo o tempo todo. Só isso.

terça-feira, 24 de julho de 2007

A primeira pesagem - 3,400 - com ressalvas

Com minha balança própria fiz a primeira pesagem hoje pela manhã. Me animei muito com o resultado mas preciso descontar um monte de coisas.

A balança marcou 87.60, ou seja, 3.400 a menos do que na última pesagem na farmácia, mas vejam as ressalvas:
A primeira é que me pesei pela manhã. Só isso já deve fazer uma grande diferença.
A segunda é que estava só de pijama. Na outra pesagem estava com bermuda, chinelos e camiseta...

Infelizmente esta pesagem vai ficar meio mascarada. Na próxima segunda vou pesar nas mesmas condições e aí vou saber sem dúvidas se a redução foi obtida na semana.

Gostei muito de ter comprado a balança. Dizem que se pesar com frequência pode atrapalhar, mas por enquanto estou achando ótimo e acho que isso vai ajudar bastante. Tomara!

segunda-feira, 23 de julho de 2007

A balança própria

Por não ter conseguido me pesar devido à chuva, resolvi comprar uma balança.

Pesquisei no Submarino, Americanas, Ponto Frio e não gostei dos preços.
Achei uma que gostei no Mercado Livre. Ficou por R$ 46,00 e o vendedor ainda entregou no meu apto.
Excelente, agora não dependo mais do tempo para acompanhar a redução. Se alguém se interessar pela balança é só seguir este link.

Os perigos das dietas da moda

“Perca peso rápido! Experimente a dieta de poucos carboidratos, a de muitas proteínas, a do chá verde, a da sopa de repolhos, beba um shake e perca 5 quilos em 10 dias...” E por aí vai. A cada dia surge uma nova dieta “milagrosa”, cujo principal atrativo é a promessa de resultados rápidos para reduzir peso.

A maioria das dietas da moda não é balanceada e pode causar deficiência de certos nutrientes, por isso, não recebem muito apoio de médicos e nutricionistas. “Recomenda-se que a nossa dieta
diária deve ser constituída de aproximadamente 50 a 60% de carboidratos, 20 a 25% de proteínas e 20 a 25% de gorduras”, explica a endocrinologista do Hospital e Maternidade Brasil, Dra. Elza Ikejiri. Aumento do colesterol e dos níveis de ácido úrico e queda de pressão são alguns dos males provocados pela ausência de nutrientes na composição dessas dietas “mágicas”. Apesar de poderem causar emagrecimento em curto prazo ao restringir a quantidade de calorias, elas dificilmente podem ser mantidas por um longo período e, na maioria das vezes, a pessoa recupera o que emagreceu, o chamado efeito sanfona.

Uma das dietas da moda mais famosas é a do cardiologista americano Robert Atkins, que libera o consumo de gorduras e proteínas e proíbe carboidratos e açúcares. Mas, especialistas alertam: o nível de colesterol pode subir e doenças cardíacas aparecerem.

De acordo com a endocrinologista, o ema-grecimento deve ser um tratamento de médio e longo prazo, com uma perda média de 500 a 1000 gramas por semana. “Uma perda de 10% do peso já traz enormes benefícios do ponto de vista de saúde. Perder peso muito rápido leva a uma diminuição da taxa do metabolismo”, alerta a Dra. Elza.

As dietas “milagrosas” não são baseadas em princípios nutricionais corretos e não reforçam a importância da reeducação alimentar. “É fundamental ensinar ao paciente obeso que o hábito de uma alimentação correta é o princípio básico para uma boa saúde e, portanto, deve ser adotado como um estilo de vida. As dietas da moda podem levar a um aumento do colesterol, perda de sais minerais e perda de massa muscular”, diz a médica.

Ambulatório de Endocrinologia do HMB - 4993-9906

Para perder peso de forma saudável:

- diminuir o estresse ou as sobrecargas emocionais por meio de exercícios de relaxamento, autoconhecimento e melhora da auto-estima. Com isso, melhora-se o comer compulsivo.

- a prática regular de exercícios físicos é imprescindível para um programa de perda de peso e, principalmente, para a sustentação do resultado. Atividades aeróbicas como andar, correr, nadar são importantes para a queima de gorduras. É importante, antes de iniciar a prática esportiva, ter uma avaliação de um cardiologista.

- um programa de reeducação alimentar é a peça fundamental no tratamento. A dieta deve ser hipocalórica e equilibrada, respeitando as proporções recomendadas de carboidratos, proteínas, gorduras e fibras. Não são recomendadas dietas muito restritivas, abaixo de 800 a 1000 cal/dia. Realizar de 4 a 5 refeições por dia. Procurar utilizar carnes magras, de preferência frango e peixes. Evitar os açúcares, trocando-os por adoçantes. Evitar uso excessivo de alimentos feitos com farinha de trigo refinada e aumentar o uso de alimentos integrais. Aumentar ingestão de verduras, legumes e frutas.

Chove chuva

Chove sem parar...
Não consegui me pesar hoje pela manhã. Como não quis me pesar em outro horário vai ficar para amanhã.
Quanto será que perdi? Santa curiosidade, Batman!

domingo, 22 de julho de 2007

E no final de semana...

E chegou o primeiro final de semana após ter decidido perder o excesso de peso...

Não foi fácil resistir a tantas tentações!!
No sábado a noite recebemos um casal de amigos e adivinha... pizza na cabeça!! Tomei cuidado para não exagerar, mas a palavra pizza não tem nada a ver com regime. Não sei quantas calorias tem em média em uma fatia, mas vou descobrir para saber o tamanho da encrenca. Lene e Cid, obrigado pela visita e pelo bom papo de sempre!!

No domingo fomos convidados para uma festa de aniversário: Churrasco, cerveja e para completar um delicioso bolo feito pela querida tia Angela. Beijão pra você tia!! E um abração para o mestre Nivaldo!

Bem, cortei tudo o que comeria/beberia pela metade e exagerei somente na salada. Não passei fome, mas é claro que pizza e churrasco não perdoam na hora do "vamos ver" na balança. Consegui diminuir bastante o que comeria, e - sem passar fome ou virar um chato - estou mudando meus costumes e adquirindo hábitos mais saudáveis.

sábado, 21 de julho de 2007

Primeira foto do "antes"


Eis aqui minha primeira foto tirada em 19/07/2007 quando pesava 91 kgs.

E não é que está bem parecida com a imagem gerada pelo site MyVirtualModel?

A cada semana vou postar uma ou mais fotos para apresentar a minha evolução.

Decidi me pesar toda segunda-feira. Então no dia 23/07 começo a anotar as alterações e tiro outra foto... por menor que seja a diferença já vai servir como incentivo.

Dia de esbórnia

Hoje foi um ótimo dia, mas não para quem está pretendendo perder 24 kilos.

Almoçei um ótimo peixe com 2 camaradas da Varig, José Carlos e Daniel. São daqueles caras que dá orgulho poder chamar de amigos. Inteligentes, sinceros e idealistas. Valeu pela companhia meus caros.

O problema é que abusei do rango. Estava tão bom que fiquei com dó de disperdiçar.... bem que o Zé disse: "Quem quer emagrecer não pode ter dó de deixar comida no prato." Sábias palavras :-)

Para completar, a noite o dono da empresa resolveu nos presentear com uma pizza. Estava muito boa e não exagerei tanto (3 fatias + 2 chops?). Se eu não parar com estas "escorregadelas" não vou conseguir nunca chegar no meu peso ideal.

Se ao menos, comer não fosse tão bom... este deve ser o pensamento de quase todo gordo.

Agora é bola pra frente. Até segunda meu amigo decide se vai ou não fazer academia. Eu começo na segunda de qualquer jeito.